Rave, balada para se gastar energia!


Estilo de festa que faz a cabeça da galera jovem dos dias atuais, as raves conquistaram o mundo, “importadas” das festas inglesas, inspiradas nos festivais psicodélicos dos anos 60 e 70, as raves chegaram ao Brasil por volta do ano de 2002 e ganharam espaço.
São festas que geralmente tem duração de 12 horas ou mais, costumam ser organizadas fora dos centros urbanos, em lugares abertos e afastados, como sítios, chácaras, e até mesmo antigas fábricas, armazéns abandonados são lugares visados por quem organiza esse tipo de evento.

Rave vem do verbo delírio, extasiar, ou seja, é uma espécie de balada para quem quer gastar energia e ultrapassar seus limites dançando ao som de muita musica eletrônica. É preciso disposição e muita alegria para aproveitar bem essas festas que iniciam sob a lua, passam pela madrugada e, dependendo da agitação, vão até ao sol do meio-dia.

No Brasil esse tipo de evento já chega a ter um publico com um pouco mais de 5 mil pessoas. Na Europa e nos Estados Unidos, são eventos e meio de diversões oficiais bastante conhecidos, nesses paises chegam a ter um publico de no mínimo 10 mil pessoas, numero este que a cada dia se torna maior.

Decoração alternativa, com luzes fortes, batidas de baterias eletrônicas, que chegam a ser quase hipnóticas, misturam-se com o ritmo da música e das cores fluorescentes que caracterizam esse tipo de balada. Djs, gogo-boys, malabaristas, dançarinos, performances, pirofagia e outros tipos de excentricidades também fazem parte destes eventos, onde dançar ao som de uma boa batida eletrônica é a principal característica das mesmas.

Saiba um pouco mais sobre os elementos que compõem esse tipo de festa:
DJs (Disque-jóqueis): são eles os responsáveis pelo som que vai animar a festa e levar o publico ao estimulo de dançar sem limites, mixam e remixam, montam set, geram BOOMs e colocam todo mundo pra dançar.

Dançarinos e gogos-boy: estão à frente do palco deste tipo de evento, geralmente acompanhados de uma cantora ou dj, fazem do evento algo bonito e mágico de se assistir e acompanhar, coreografias bem trabalhadas e ritmadas ao som da musica eletrônica é o que se pode esperar deles.

Malabaristas: dançarinos ou gogos que se apresentam com bolinhas coloridas, pinos ou claves decorados, argolas, devil stick, bastões, entre outros.

Pirofagia: arte perigosa e usada por gogos-boy experientes, consiste em se apresentar cuspindo fogo, usando malabaris e outros objetos.

Agora saiba mais sobre alguns objetos bastante usados nessas baladas:

Mini Light Stick: espécie de luzinha que a galera coloca na boca.
Cubos de gelo: acessório de luz intensa que chega a ficar aceso por mais de 4 horas.
Glow Powder: um tipo de pó, parecido com uma farinha que brilha no escuro.
Glow Bulk: um tipo de mangueirinha que brilha a dois metros de distancia.

Blog do Rammil – Divulgando o que é sucesso!
Todos os direitos reservados, 2010.