30 de dezembro de 2010

Rave, balada para se gastar energia!


Estilo de festa que faz a cabeça da galera jovem dos dias atuais, as raves conquistaram o mundo, “importadas” das festas inglesas, inspiradas nos festivais psicodélicos dos anos 60 e 70, as raves chegaram ao Brasil por volta do ano de 2002 e ganharam espaço.
São festas que geralmente tem duração de 12 horas ou mais, costumam ser organizadas fora dos centros urbanos, em lugares abertos e afastados, como sítios, chácaras, e até mesmo antigas fábricas, armazéns abandonados são lugares visados por quem organiza esse tipo de evento.

Rave vem do verbo delírio, extasiar, ou seja, é uma espécie de balada para quem quer gastar energia e ultrapassar seus limites dançando ao som de muita musica eletrônica. É preciso disposição e muita alegria para aproveitar bem essas festas que iniciam sob a lua, passam pela madrugada e, dependendo da agitação, vão até ao sol do meio-dia.

No Brasil esse tipo de evento já chega a ter um publico com um pouco mais de 5 mil pessoas. Na Europa e nos Estados Unidos, são eventos e meio de diversões oficiais bastante conhecidos, nesses paises chegam a ter um publico de no mínimo 10 mil pessoas, numero este que a cada dia se torna maior.

Decoração alternativa, com luzes fortes, batidas de baterias eletrônicas, que chegam a ser quase hipnóticas, misturam-se com o ritmo da música e das cores fluorescentes que caracterizam esse tipo de balada. Djs, gogo-boys, malabaristas, dançarinos, performances, pirofagia e outros tipos de excentricidades também fazem parte destes eventos, onde dançar ao som de uma boa batida eletrônica é a principal característica das mesmas.

Saiba um pouco mais sobre os elementos que compõem esse tipo de festa:
DJs (Disque-jóqueis): são eles os responsáveis pelo som que vai animar a festa e levar o publico ao estimulo de dançar sem limites, mixam e remixam, montam set, geram BOOMs e colocam todo mundo pra dançar.

Dançarinos e gogos-boy: estão à frente do palco deste tipo de evento, geralmente acompanhados de uma cantora ou dj, fazem do evento algo bonito e mágico de se assistir e acompanhar, coreografias bem trabalhadas e ritmadas ao som da musica eletrônica é o que se pode esperar deles.

Malabaristas: dançarinos ou gogos que se apresentam com bolinhas coloridas, pinos ou claves decorados, argolas, devil stick, bastões, entre outros.

Pirofagia: arte perigosa e usada por gogos-boy experientes, consiste em se apresentar cuspindo fogo, usando malabaris e outros objetos.

Agora saiba mais sobre alguns objetos bastante usados nessas baladas:

Mini Light Stick: espécie de luzinha que a galera coloca na boca.
Cubos de gelo: acessório de luz intensa que chega a ficar aceso por mais de 4 horas.
Glow Powder: um tipo de pó, parecido com uma farinha que brilha no escuro.
Glow Bulk: um tipo de mangueirinha que brilha a dois metros de distancia.

Blog do Rammil – Divulgando o que é sucesso!
Todos os direitos reservados, 2010.

25 de dezembro de 2010

Lorena Simpson - Destaque da House Music

Lorena Simpson nasceu em Manaus, musa da dance music nacional, é bailarina desde os 11 anos, deixou sua cidade para aperfeiçoar a arte na dança. Em 2008 conheceu os produtores da Maxpop Music, Ian Duarte e Fabianno, que acreditaram em seu potencial firmando parceira e gravando o single “Feel Da Funk”, onde ela mostra todo seu potencial.
Lorena agora com a música Brand New Day já é sucesso absoluto no Brasil e no mundo.

Site Oficial Lorena Simpson www.lorenasimpson.com.br

O Blog do Rammil - Divulgando o que é sucesso, apoia o trabalho da cantora e temos o maior prazer e orgulho em ter permissão para divulgar, um grande abraco Lorena, gratos!



9 de dezembro de 2010

A História da Música Eletrônica

 
História da Música Eletrônica

O musico Luigi Russolo, na decada de 10, foi um dos pioneiros a se utilizar de distorções e sons eletrônicos para compor a música “Art Of Noises”. Ele inovou completamente o cenário musical de “harmonias orquestrais” da época. Com esse pontapé inicial, cada vez mais artistas passaram a aderir ao experimentalismo sonoro, desenvolvendo diversas maneiras de produzir noises.
Somente na década de 50, a tecnologia ficou mais concreta. Em 51, utilizaram-se alguns rádios como instrumentos e, em 56, Karlheinz Stockhausen, “o pai da Música Eletrônica”, misturou sons ambientes e naturais com sons eletrônicos. Em 1964 o “gênio” Robert A. Moog lançou o eterno e clássico sintetizador MOOG, o primeiro no mercado, tornando-se a raiz da música eletrônica.
Em 1970, muitas características foram se incorporando à música eletrônica em que se criou a Industrial Music (mistura de rock e noises) e DJs hip-hop começaram a adotar as “Pickups Technics” para criar sons e texturas musicais, nascendo assim efeitos clássicos como o “scratch”. Em 71, o sintetizador MOOG ganhava seu espaço e foi utilizado por vários artistas influentes ao longos dos anos, como: Kraftwerk, Giorgio Moroder, Hot Butter, Donna Summer, Pink Floyd, Emerson Lake e Palmer...

Os anos 80 foram os mais significativos. A empresa Roland lançou alguns aparelhos projetados exclusivamente para a produção de musica eletrônica. Em 82, Afrika Bambaata criou uma espécie de break/funk, de onde se derivaram vários estilos, como: o “breakbeat”, o electro e até mesmo o drum`n`bass. O artista ficou conhecido não só por iniciar a chamada “expressão das ruas”mas também quando essa musica passou a ser reconhecida como uma filosofia ou estilo de vida.

A cultura da Musica Eletrônica foi ganhando mais forca em meados de 85 com as variações de sintetizadores e  aparelhos eletrônicos dedicados a produção de musica eletrônica. No mesmo ano, chegava a Inglaterra a HOUSE MUSIC e cada vez mais surgiam estilos musicais com suas variações, como o Acid House, derivado da já comentada HOUSE. Ainda nessa época, criou-se o Techno e, no final da década de 80, surgiram os after-hours, dedicados aos clubbers exaustos. Trip-hop, Jungle, Deep House e outros são variações que foram surgindo, e, desde então, as novas vertentes não param.

A Língua dos Djs
  
Entender as gírias mais usadas pelos DJs não é muito fácil, pois geralmente não são palavras comuns pra quem não vive no meio da musica eletrônica. Fique de olho nos termos mais usados pelos Disc Jóqueis:

CASE: espécie de estojo ou bolsa onde ficam os discos levados pelos DJs para tocar em algum lugar.

SET: Nome que se dá a seleção de musicas de um DJs.

BPM: Batidas por minutos. É a medida que dá o tempo da musica, importante para o Dj saber usar as BPMs para sequenciar musicas que tenham tempos similares e organizar
SETs inteligentes. Por exemplo, um som que dá “BOOMS” exatamente duas vezes por segundos, terá por volta de 120 BPMs.

PITCH: Muda o ritmo da musica e auxilia os DJs a fazerem uma transição equilibrada entre uma musica e outra, pois acelera ou desacelera o ritmo/batida da mesma. Os melhores DJs desaceleram ou aceleram um dos dois sons (pitching) até que as batidas fiquem sincronizadas, e então controlam o “pitch”para que o sincronismo dure vários segundos. Para fazer-se isso manualmente, requer-se uma boa técnica. Ajustar as batidas é uma técnica usada para que os ritmos de dois sons ocorram no mesmo tempo durante a mixagem. As pessoas então têm a sensação de que é o mesmo som.

FADE OUT: Ato de abaixar o som gradativamente.

FADE IN: Ato de aumentar o som gradativamente.

Mixer/Mixagem: É o aparelho que conecta dois toca-discos ou CDJs (tocador de cd especial para fazer a mixagem). É no mixer que as equalizações são realizadas. Ao se misturarem dois sons e fazer uma mixagem, se esta não ocorrer no final do primeiro som, terá que se realizar um “fade out” e, ao contrário, se a mixagem não acontecer no começo do segundo som, o “fade in”. Esses dois efeitos são importantes na mixagem. Entre eles, o tempo em que os dois sons estão sendo tocados juntos é chamado de mixagem.

SAMPLEAR: É extrair um trecho de uma musica e transformar em um “sample”, ou seja, um extrato que será reutilizado em uma musica. Em outras palavras, é um trecho de musica já conhecida com releitura feita por um DJ.

LOOP: É a repetição de um trecho de uma musica para formar ritmos. É um trecho repetido transformado em periodicidade rítmica.

SCRATCH: Recurso que os DJs utilizam com movimentos das mãos sobre o disco de vinil para tocar, rotacionando rapidamente o disco para frente e para trás.

Essas foram algums dicas do Blog do Rammil para você que procurar aprender mais e ser um DJ de qualidade, mas lembrem-se compromisso e originalidade no seu trabalho, são fatores importantíssimos para uma ótima imagem de um DJ.


Blog do Rammil - Divulgando o que é sucesso!

8 de dezembro de 2010

Profissão DJ




Profissão Dj

Nos ultimos 10 anos, o Mercado de DJs cresceu de maneira vertiginosa. Na Inglaterra, por exemplo, já são contabilizadas mais pickups vendidas do que o numero de guitarras. A grande dificuldade que a maioria dos DJs encontram é a de se manter no mercado. Existem inúmeras razões para o fato, por isso um bom profissional deve, entre essas e outras dicas, cumprir com os seus compromissos, desenvolver um perfil musicas que vai caracterizar seu trabalho, e, principalmente, procurar entreter e ao mesmo tempo informar o público de coisas novas.
Para se tornar um bom DJ, também é necessário ter conhecimento em alguns aspectos que envolvem a profissão, tais como:
- dominar com perfeição as técnicas de mixagem simples e complexas, tanto como vinil como com CDs, além de saber aplicar efeitos durante esse processo.
- saber fazer a regulagem e a montagem do som.
- conhecer bem os equipamentos de trabalho, tais como: toca disco Technics MKII, CD players Pioneer 100S, Box de efeitos Pioneer, entre muitos outros.
- aprender a adquirir o próprio material em lojas e internet.
- contato com as teorias musicais, além de saber sobre ritmo, áudio, acústica e um pouco da história da música.
- reconhecer e conhecer os mais diversos DJs e seus estilos musicais. É muito importante saber distinguir o house do techno, o trance do drum`n`bass e assim por diante.
- ter cultura musical, seja eletrônica ou não, dando suporte conceitual para atualização e visualização da música comprometida como experiência estética.
- participar constantemente de workshops, palestras e oficinas.
- assinar contratos, para garantir que tudo ocorra conforme o pré-estabelecido no mesmo.
- ter documento que comprove o direito de exercer a função artística para qual estará sendo contratado (procurar a ORDEM DOS MUSICOS ou a SATED).
- desses e dentre outros aspectos, deve-se ressaltar o profissionalismo, algo que tem que ser levado a sério. Cumprir de modo rigoroso suas obrigações, assim como exigir o mesmo.
Deve-se lembrar que esse itens auxiliam os interessados a terem um bom desempenho.
Mas que a principal função e, sem duvida, a mais importante para um DJ, é fazer os outros dançarem.

1 de dezembro de 2010

Amo minha Familia

Oi gente, obrigado por terem me dado força todos esses dias em que eu estive doente, hoje vim agradecer e dividir com vocês, uns momentos que eu adoro que é estar com minha família, nesta fotinha eu e minha mãe, irmãos e pai estamos todos juntos comemorando o aniversário da minha irmã Carla Edwiges(Menina de rosa com coroa de princesa) ao lado estão minha mãe e meu pai Carlos que são tudo pra mim, de azul ao lado de minha mãe está meu irmão Ramon Flecha um lutador de jiu jitsu que eu muito amo e admiro meu irmãozão, do lado dele está meu irmão Renan, o irmão caçula e maluco que também admiro muito por sua coragem e capacidade de enfrentar desafios sem medir esforços e muito menos sem pôr dificuldades e por último, mas não menos importante minha prima linda Maria De Lurdes, que eu amo de paixão, esta é minha família que tanto me dão força, que a cada dia que passa conquistam mais o meu coração e que eu tanto sei que sem eles eu não sou capaz de viver, Obrigado meu Deus por me envolver de pessoas maravilhosas que me amam, que me admiram e que nuncam meu Deus, nunca me abandonam, valeu a todos que seguem o Blog do Rammil, agora confiram as outras fotinhas.Beijãoooo!
Eu e meu irmão Renan Flecha
Eu e minha amigona Nega
Indiscutivelmente Especiais
Amo vocês duas
Olha o Piraca olhou não sei pra onde?

O fotográfo não esperou nem todos se prepararem!

'Don't ask, don't tell' - Lady Gaga volta a pedir fim do tabu homossexual no exército

A pop star americana Lady Gaga divulgou uma nova mensagem na internet pedindo ao Senado dos Estados Unidos que derrube a lei que obriga os soldados a ocultarem sua orientação sexual, pouco antes do Pentágono divulgar um novo estudo sobre o impacto da medida.

"O Senado deve aprovar este ano a lei que põe fim ao 'Don't ask, don't tell' ('não pergunte, não conte'), senão nada vai ocorrer em anos", afirma a cantora.

A lei sobre o tabu homossexual no exército americano, que vigora desde 1993, obriga os soldados a esconderem sua orientação sexual sob pena de serem dispensados.

"Precisamos anular esta lei, que alimenta a discriminação e dá mau exemplo", diz Lady Gaga, em um vídeo em branco e preto de dois minutos publicado no YouTube na madrugada de segunda-feira.

Aos 24 anos, Lady Gaga tornou-se ícone da comunidade gay. Em setembro, a cantora já havia pedido ao Senado americano que derrubasse a lei em uma mensagem pelo Twitter.

O Pentágono deve publicar nesta terça-feira um esperado estudo sobre o impacto da anulação da lei 'Don't ask, don't tell' no exército. Vários legisladores americanos indicaram aguardar os resultados desta pesquisa para se pronunciar sobre o assunto.

Fonte: Uol Música